25/07/2010

[Música] Elas tomaram conta do palco e provaram que mulheres também podem fazer rock'n'roll. Conheça The Runaways.

A presença feminina no rock ganhou impulso a partir do pontapé inicial dado por cantoras como Patti Smith e Dabbie Harry (vocalista do Blondie) na década de 70. No inicio dos anos 80 elas dominaram as paradas e muitos nomes marcaram uma mudança no rock, dominado até então pelos homens, provando que mulheres no rock são tão comercialmente visíveis quanto eles. Uma banda que provou isso foi The Runaways no final de 1975.
A ideia de criar uma banda só de garotas foi do empresário Kim Fowley. Assim ele apresentou a baterista Sandy West à guitarrista Joan Jett. Chamaram ainda a baixista Micki Steele, sem esquecer da compositora da banda Kari Krome. Começaram a fazer alguns shows na Califórnia e em 1976 a banda cresceu. Entraram a guitarrista solo de dezesseis anos Lita Ford e a cantora principal Cherie Currie. Além disso, a baixista Micki Steele deixou a banda, sendo substituída por Jackie Fox. Com essas mudanças a banda atingiu grande sucesso. Em 1976, saiu um dos maiores sucessos da banda, a música "Cherry Bomb".

Em 1977, lançaram seu segundo álbum chamado "Queen of Noise" e então, começou a turnê mundial. A banda fez muito sucesso no Japão aonde lotava, além de shows, também aeroportos. Ainda no Japão, Jackie Fox deixou a banda. Joan Jett assumiu os baixos temporariamente e ao voltarem, a nova baixista foi a garota de dezessete anos Vickie Blue. Então, a cantora Cherie Currie deixou a banda e Joan Jett, que fazia a segunda voz, assumiu o vocal principal. A banda gravou seu terceiro álbum de estúdio "Waiting For The Night" e começou uma turnê mundial com a banda punk The Ramones.


Em 1978, desacordos de ordem financeira fizeram as Runaways e Kim Fowley romperem com suas relações empresariais. O grupo contratou um novo empresário, que também trabalhava para o grupo Blondie e Suzi Quatro. Romperam suas relações também com a gravadora Mercury. Houve troca de acusações entre a banda e o ex-empresário. A baixista Vickie Blue deixou o grupo, sendo substituída por Laurie McAllister. Gravaram então seu último álbum "And Now... The Runaways".


A banda acabou oficialmente em 1979, por causa de problemas internos e externos. Haviam muitas críticas da imprensa estadunidense que não estavam preparados para ver garotas adolescentes com atitude, que escreviam e tocavam as próprias músicas e seus próprios instrumentos. Existiam também os problemas internos de constante troca de integrantes, e sub-gênero do rock a ser seguido. Joan Jett, guitarrista base, preferia o punk, enquanto Lita Ford tinha preferência pelo Heavy Metal. A banda acabou, mas deixou a mensagem principal de que mulheres podem fazer Rock.



Após o término do grupo, cada integrante seguiu em carreira solo, formaram uma nova banda ou mudaram de profissão. Joan Jett criou o grupo Joan Jett and The Blackhearts, responsável por sucessos que hoje são clássicos do rock como "I Love Rock'n'Roll" e "Everyday People".
O Filme:
O filme contará a trajetória da banda desde sua formação no início dos anos 70 até o fim da banda.
Escrito e dirigido por Floria Sigismondi, o filme foi lançado dia 19 de março de 2010, nos Estados Unidos. No Brasil, dia 27 de agosto de 2010. O filme contara com elenco de atrizes como Kristen Stwart e Dakota Fanning.
Calma queridos leitores, nós do C&O vamos trazer mais informações sobre o filme que será lançado em agosto, numa resenha perto da data de lançamento.
Confira agora dois clipes da banda:
Cherry Bomb, com a vocalista Cherie Currie e abaixo minha música preferida, Mama Weer All Crazee Now, já com a Joan Jett no vocal:

Por: Thainá

12 comentários:

Andy Banda Unknown disse...

Poxa, que bacana!
Postei sobre o mesmo assunto no meu blog...hehehehe!
Bem bacana msm!
The Runaways é uma ótima banda e com certeza mereceu esse filme que por sinal é muito bom!
Beijoo

@andyrockcherry

Myrian disse...

eu assisti o filme recentemente e passei a escutar a banda desde então!
a atitude da Joan Jett é admirável; a banda mereceu o sucesso que teve, pena a Cherie resolveu ferrar com tudo D: (não gostei dela ù.ú haouauahuoa ).

Mariah disse...

Eu já sou fã da banda antes mesmo do burburinho em torno do filme.
A Joan Jett é um máximo, eu realmente sou fã dela.
Além disso, são bandas como The Runaways que fazem as mulheres terem seu espaço e respeito no rock. Principalmente como a Joan.

Bittersweet baby disse...

AAAAAAAAAAAAAA! eu simplesmente amooo desde criancinha! Joan Jett comanda, cherrybomb foi meu hino!

amo de paixão!

brenda santos disse...

OI tá tendo sorteio lá no meu blog...participa vaii?

http://tudodmenina.blogspot.com
beijinHOs

Geovana Arruda disse...

Mulheres no ROCK!!...Estou super animada por esse filme,juro que minha empolgação é maoir do que por ALIce que não tive tempo de assistir por conta da correria que foi meu curso (tenso)...Parabéns pelo post e pela escolha das fotos, estou amando os figurinos do filme , escuto rock e me inspiro muito no nele.BJOS

Jéssy disse...

Adorei o seu post!
Eu jáh tinha ouvido falar no filme... ansiosa para ver! =D
Eu adoro essas divas do rock... suas musicas são simplesmente fantásticas... Mostram que rock não tem sexo apenas alma e paixão pelo o que faz e gosta...!
Amei o blog tbm e estou seguindo

BjooO
http://sonhossempreserealizam.blogspot.com/

PW disse...

Nossa onde vocês enbcontraram essas relíquias?
Adorei!
beijos beijos

DELUXE disse...

e não é que a loirinha parece mesmo com a Dakota '-' ahuahauhau'
vou ver os clip's pra ver se é bom..
beeijos
@Giiih_h

Luis disse...

I Love rock'roll
Joan Super genial!!!

The Runaways Tocam Muito!!

DELUXE disse...

Aaaaah D: Tem que conhecer Ta.. hauahauhau' ela é Diva!! Não mais que a Hayley, mais é.. kkkkk'
beeijos

Marú disse...

Adoreiii o post!!! The Runaways é uma das minhas bandas prediletas!adoro a atitude das músicas!Muito foda!