16/10/2010

[Arte] Keith Haring no Brasil.

O artista plástico e ativista norte-americano, Keith Haring, está no Brasil com a exposição "Selected Works". No dia 31 de julho à 5 de setembro ela esteve em São Paulo e desde o dia 28 de setembro ela está no Rio de Janeiro, e fica lá até 14 de novembro, na Galeria 3 da Caixa Cultural.
Keith Haring nasceu em 04 de maio de 1958 no estado da Pensilvânia. Após se formar no ensino médio em 1976, Haring se matriculou na Ivy School of Professional Art em Pittsburgh, mas desistiu alguns semestres depois. Então, começou a trabalhar por conta própria, em 1978 realizou sua primeira exposição.
Mais tarde, naquele mesmo ano, Haring mudou-se para Nova York City e se matriculou na School of Visual Arts, mas foi nas ruas e nos clubes que fez amigos e descobriu que a arte de verdade estava ali. Fez amizade com outros artistas Kenny Sharf e Jean-Michel Basquiat, bem como músicos, artistas e grafiteiros que compunham a comunidade artística nova iorquina.
Além de ter se impressionado com a inovação e energia de seus contemporâneos, Haring também foi inspirado pelas obras de Jean Dubuffet, Pierre Alechinsky, William Burroughs, Brion Gysin e o manifesto de Robert Henri, The Art Spirit, que afirmava a independência fundamental do artista. Haring deu atenção ao trabalho de Andy Warhol, artista e amigo, e sua fusão original de arte e vida. A partir dai, Haring dedicou sua carreira em criar uma arte verdadeiramente pública.
(Andy Warhol e Keith Haring)
Entre 1980 e 1989, Haring alcançou o reconhecimento internacional. Em 1982 fez sua estreia histórica na galeria do SoHo. Foi nesse bairro nova iorquino que abriu uma loja conhecida como Pop Shop, vendendo inúmeras coisas e transformando o ambiente em algo impressionante e único no varejo.
Haring foi diagnosticado com AIDS em 1988, em 1989 criou a Keith Haring Fundation, em favor das crianças vítimas da doença.
A rápida e intensa carreira do artista se estendeu durante toda década de 80. Seu trabalho foi apresentado em mais de 100 exposições coletivas e individuais. Participou de projetos e cooperou com o trabalho de diversos artistas como Madonna, Grace Jones, Bill T. Jones, William Burroughs, Timothy Leary, Jenny Holzer, Yoko Ono e Andy Warhol. Por expressar conceitos universais do nascimento, morte, sexo, amor e guerra, através de um primado da linha e uma franca mensagem, Haring atraiu um público amplo e se tornou o sinônimo da linguagem visual do século 20. O artista morreu aos 31 anos, devido a complicações da AIDS.
Site Oficial: www.haring.com
Mariah

8 comentários:

Thainá disse...

Eu adorei, muito legal!

Geovana Arruda disse...

Acho que já tinha visto algo dele.mas não conhecia ela , nem sua historia!! BJOS!! :)

Brenda Santos disse...

Bem legal é diferente de tudo o que já vi,adoro diferenças...
Participa do sorteio lá do blog!

Beijos
http://tudodmenina.blogspot.com/2010/10/esmaltes-sorteios.html

Juú disse...

oiie acc parceria?
segue la qe eu sigo aqi tambem
bjs
http://azuleletrico.blogspot.com

Carol Neves disse...

é bem bacana, mas não é o tipo de arte que eu gosto...

beijos

Marú Rodrigues disse...

Oi!Divulgando meu novo blog: http://like--girls.blogspot.com/ Aceita parceria?E me segue lá!bjKasss

Myrian disse...

"(...) conceitos universais do nascimento, morte, sexo, amor e guerra, através de um primado da linha e uma franca mensagem (...)"

achei muito bonita a arte dele.

diferente de tudo o que já vi [2]

-megumi- 382 disse...

Cara, que barato *-*
Queria ter criatividade o suficiente pra produzir tanta coisa legal assim! <3
Pra mim que trabalho com arte, é uma inspiração *-*